Home / Colunistas / A Crise que afeta a todos

A Crise que afeta a todos

Nos últimos meses muito tem se ouvido falar sobre a crise que afeta nossa cidade, mas não somente ela, isso ocorre praticamente em todo país, principalmente em cidades que dependem unicamente de uma fonte de geração de renda, no nosso caso a produção de minério de ferro. Podemos perceber que há anos somos dependentes o bastante da atividade de extração da Vale S/A, empresa que tem como principal produto a exportação de minério de ferro. A demanda pela matéria-prima tem sido fraca, ao passo que a oferta continua aumentando, ocasionando assim a queda nos preços da commodity. Alguns analistas estimam que ela possa ser negociada até US$30,00 por tonelada neste ano. Nos últimos dias, a cotação chegou a despencar quase 21%. Sabemos que não será da noite para o dia que a situação irá melhorar.

Outros países também enfrentam situações ainda piores, vejamos a Grécia, por exemplo. Acompanhando noticiário internacional vemos o quanto o país está tendo dificuldades de pagar parte de empréstimos ao FMI (Fundo Monetário Internacional), é cada vez maior  a chance de abandonar o euro – moeda comum da Europa adotada por 19 países da União Europeia.  Ainda temos a China que também anda preocupando boa parte dos investidores ao redor do mundo, parece que o Dragão resolveu dar um fôlego, ainda sim falamos de um crescimento de 7,4% do Produto Interno Bruto (PIB), que representa o mais baixo dos últimos 24 anos.

Vivemos um período de altas nos preços, inflação podendo superar a casa dos dois dígitos, juros altos, fortes cortes de investimentos públicos, o aumento de alguns impostos e a restrição de benefícios trabalhistas, dentre outras medidas que o governo vem fazendo. Alguns economistas ainda acham que estes chamados ajustes fiscais duros não tiram o Brasil da crise. Sabemos que no curto prazo não teremos efeitos imediatos, mas o que esperar para os próximos anos? Bem não sabemos ao certo quando isto terá fim, o que temos que fazer é adaptar a situação, procurar maneiras de driblar a situação. O mais certo é investir em conhecimento, repensar sobre gastos desnecessários.

 download (13)

 

 

 

 

 

Sirlei Veríssimo

Certificado ANCORD de Agente Autônomo de Investimentos e BM&F BOVESPA – PQO

Por: ITAFATOS

Scroll To Top