Home / Destaque / Ábila marca em seu 50º jogo, Cruzeiro vence e aumenta pressão no São Paulo de Ceni

Ábila marca em seu 50º jogo, Cruzeiro vence e aumenta pressão no São Paulo de Ceni

Se o Mineirão recebia o duelo de maior pressão logo na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro saiu mais aliviado. Neste domingo, a equipe de Mano Menezes levou a melhor sobre o São Paulo e venceu por 1 a 0, com gol do atacante argentino Ramón Wanchope Ábila.

O duelo aconteceu depois de tanto Cruzeiro, quanto São Paulo serem eliminados de forma traumática da Copa Sul-Americana no meio de semana, respectivamente, diante de Nacional-PAR e Defensa y Justicia-ARG. Para os paulistas, inclusive, o Brasileiro virou única competição para o ano.

Cruzeiro e São Paulo já haviam se encontrado em 2017, na Copa do Brasil, com a equipe celeste levando a melhor em dois jogos, vencendo em pleno Morumbi e perdendo no Mineirão.

Se naquela ocasião, porém, o estádio em Belo Horizonte viu uma bela partida, principalmente do São Paulo, neste domingo não foi assim. Foram poucas chances de gol no primeiro tempo e um gol solitário no segundo, suficiente, porém, para ampliar os questionamentos sobre os visitantes.

Depois de ser muito criticado após o empate contra o Defensa y Justicia no Morumbi, Ceni promoveu mudanças no time titular do São Paulo, com a entrada do jovem Éder Militão e a estreia do atacante Marcinho. A formação durou 45 minutos e ofereceu poucos riscos ao Cruzeiro.

Na segunda etapa, o São Paulo voltou com Luiz Araújo na vaga de Cueva – que havia perdido a melhor oportunidade tricolor no primeiro tempo – e, logo aos dois minutos, o Cruzeiro abriu o placar. Após cobrança rápida de lateral, Alison cruzou da esquerda, e Ábila concluiu.

O argentino, que completou 50 jogos pelo Cruzeiro (contando amistosos), aliás, foi responsável pela única chance de gol dos anfitriões nos primeiros 45 minutos, após falha impressionante de Rodrigo Caio. A finalização, contudo, foi em cima do goleiro Renan Ribeiro, que fez sua parte e defendeu.

Já em desvantagem no marcador, Ceni tentou colocar seu time para cima e apostou em Thomaz na vaga de Militão. O São Paulo teve mais a bola, tentou pressionar, mas não conseguiu grandes chances. A melhor oportunidade, inclusive, foi do meia ex-Jorge Wilstermann, mas a finalização foi travada.

Em outra tentativa de melhorar seu desempenho ofensivo, o técnico são-paulino também apostou na entrada de Gilberto, no lugar de Marcinho, mas foram poucas bolas para a dupla de centroavantes.

Após a estreia, Cruzeiro e São Paulo terão a semana de folga na semana e só voltam a campo na segunda rodada do Brasileiro. Em busca de mais três pontos, os mineiros visitarão o Sport no domingo, dia 21; enquanto o time de Ceni entra em ação na segunda, 22, em casa, contra o Avaí.

 

ESPN

About sirlei