sexta-feira , 22 setembro 2017
16 de maio de 2013

Aos 38 anos, Beckham anuncia aposentadoria

Jogador pendura as chuteiras “por cima” com o título da Ligue 1 pelo PSG

O meia David Beckham surpreendeu a todos nesta quinta-feira e anunciou sua aposentadoria dos gramados ao fim da temporada. O inglês, que ganhou o Campeonato Francês com o Paris Saint-Germain no último domingo, deixa o esporte profissional aos 38 anos, depois de uma carreira com passagens por Manchester United, Real Madrid, Los Angeles Galaxy e Milan, além do PSG.

 

 

Além do bom futebol e da qualidade para bater na bola, Beckham teve uma carreira marcada por ter sido um dos futebolistas mais midiáticos de todos os tempos. Além de astro nos gramados, o meia inglês se tornou uma super estrela fora dele, o que o fez ser um dos jogadores mais bem pagos da história do futebol.

Depois de um período nos Estados Unidos, atuando pelo Galaxy, Beckham se juntou ao PSG no início do ano, para voltar a atuar em um clube de ponta europeu, o que dava indícios de que o fim de sua carreira estava longe. Por isso, o anúncio desta quinta foi tão surpreendente.

“Estou agradecido ao PSG por ter me dado a oportunidade de continuar, mas eu sinto que agora é o momento certo para encerrar minha carreira, jogando no mais alto nível”, afirmou o jogador, que conquistou títulos nacionais na França, na Inglaterra, na Espanha e nos Estados Unidos.

Apesar da inegável qualidade em campo, o furor causado fora dele fazia com que Beckham fosse constantemente questionado ao longo de seus quase 20 anos de carreira. Independentemente disso, o jogador marcou época na seleção inglesa, pela qual atuou em 115 partidas – um recorde – e em três Copas do Mundo (1998, 2002 e 2006).

“Se tivessem me dito quando era uma criança que eu jogaria e ganharia troféus com o clube do meu coração, o Manchester United que orgulhosamente seria capitão e jogaria pelo meu país mais de cem vezes e que jogaria por alguns dos maiores clubes do mundo, pensaria que era uma fantasia. Sou muito sortudo por ter alcançado todos esses sonhos”, declarou.

A paixão pela seleção inglesa, aliás, foi comentada por Beckham em sua despedida. “Até o dia de hoje, um dos maiores feitos para mim é ter sido capitão do meu país. Sabia que cada vez que vestia a camiseta da Inglaterra, não só seguia a tradição de grandes jogadores, mas também representava cada fanático torcedor que se preocupa com seu país

Por fim, Beckham agradeceu a todos que o acompanharam durante sua carreira e voltou a ressaltar sua relação com a seleção. “Foi uma honra representar a Inglaterra dentro e fora de campo. Quero agradecer a todos meus companheiros, os grandes treinadores com quem tiver o prazer de aprender. Também quero agradecer aos torcedores que me apoiaram e me deram força para vencer”, apontou.

Fonte: Agencia Estado