Home / Destaque / Bitcoin passa a valer US$ 10 mil, e ninguém sabe qual será o teto da moeda

Bitcoin passa a valer US$ 10 mil, e ninguém sabe qual será o teto da moeda

© ReproduçãoNo momento, qualquer um dizendo saber qual é o teto do Bitcoin deve ser considerado como um grande mentiroso. Nesta terça (28), o valor de mercado da mais proeminente criptomoeda atingiu os US$ 10 mil (cerca de R$ 32 mil na cotação atual) por unidade pela primeira vez. E esse número redondinho certamente causará o efeito psicológico que faz novos investidores surgirem.

Baseado na análise de novas previsões, o marco de US$ 10 mil pode ser o começo do fim ou apenas o começo. Alguns acreditaram que US$ 2 mil seria o ponto em que começaríamos a ver o fim da ascensão do Bitcoin. Outros, no entanto, disseram que o teto seria em US$ 4 mil. E então US$ 4 mil se tornou a base da moeda. Hoje, analistas com boas reputações preveem que a criptomoeda possa se valorizar a US$ 50 milUS$ 100 mil e até US$ 1 milhão.

Todas essas estimativas absurdas, entretanto, são baseadas em resultados a longo prazo. A questão para a qual os investidores querem a resposta é como o Bitcoin se sairá nos próximos meses. A criptmoeda sobreviveu a mudanças e regulamentações governamentais que foram vistas como o seu fim. Mas toda vez, cada queda de preço foi seguida de uma recuperação que encolhe os potenciais retornos de moedas tradicionais ou investimentos em ações. O Bitcoin é agora vendido por dez vezes o preço que era no começo de 2017. No momento, o foco das especulações é na decisão do CME Group em oferecer contratos de futuros em Bitcoin aos seus consumidores a partir do mês que vem.

Contrato de futuros são considerados por investidores tradicionais como um grande passo para legitimar o Bitcoin. Consumidores do CME poderão assinar contratos para vender bitcoins pelo valor futuro do dólar em uma data a se definir. Quando o contrato expira, o consumidor recebe a diferença entre o atual valor de venda do Bitcoin e o valor durante a assinatura do contrato, seja recebendo ou pagando dinheiro com base no valor contratado. Isso significa que será possível especular na moeda Bitcoin sem comprar nenhum Bitcoin, assim limitando o risco de expor e ter suas criptomoedas roubadas.

Ainda teremos que ver como isso afetará o preço do Bitcoin. Investidores de contratos de futuros em Bitcoin não comprarão a criptomoeda, então isso não fará seu valor aumentar. Matt Levine, da Bloombergexplica o paradoxo:

Se você comprar contratos de futuros em Bitcoin, é provavelmente porque você acha que a moeda será valorizada. Se você acha que ela vai valorizar, é porque você acredita que ela será amplamente adotada como uma moeda de troca e de armazenamento e uma alternativa para o atual sistema financeiro. Mas se você realmente acredita nisso, você simplesmente compraria bitcoins. Você está comprando contratos de futuros em bitcoins porque, no fundo, você prefere o sistema existente. “A necessidade de ETF em bitcoin”, algo que escrevi anteriormente e que continua real no futuro da moeda, “é um argumento contra a compra dela”.

Ao mesmo tempo, investidores institucionais estão encontrando outras maneiras de tornar o Bitcoin mais seguro. Na semana passada, o gerenciamento de fundos parisiense Tobam lançou o primeiro fundo mútuo que rastreia Bitcoin na Europa. Mas, conforme especialistas financeiros mais experientes vão se associando à iniciativa, a criptomoeda corre o risco de diminuir os retornos gigantescos que ela é capaz de oferecer. Claro, ainda existem muitas razões para acreditar que isso não passa de uma bolha apenas esperando para estourar. O desfecho menos dramático seria as valorizações do Bitcoin se tornarem menos valorizadas e mais estáveis, e a diminuição do interesse público. Existem investimentos muito mais fáceis no mercado que trazem resultados modestos. E para alguns investidores, a instabilidade do Bitcoin é sua qualidade mais atrativa. Se eles não conseguem tirar vantagem de grandes mudanças de valores, eles poderiam mudar para outro investimento.

Nada sobre o Bitcoin faz muito sentido agora, e isso faz da moeda uma opção muito atrativa em tempos confusos. O Vanguard Group, um fundo que administra aproximadamente US$ 5 trilhões em ações, apostou em uma correção de mercado de 70% na segunda. E o governo Trump insiste que o mercado vai afundar caso o corte de taxas para os ricos não seja adotado. Adicione a isso uma crise política que acontece em praticamente todos os países do mundo, e o Bitcoin deixa muitos se perguntando: “O que temos a perder?”.

GizModo

About sirlei