Home / Colunistas / Marcos Evangelista Alves (page 5)

Category Archives: Marcos Evangelista Alves

TENHO DITO

TENHO DITO

Para desopilar o seu fígado, conto-lhes  um fato acontecido durante a campanha eleitoral, este acontecido numa cidade do interior de Minas, durante uma visita da candidata à reeleição. Os nomes dos protagonistas e a cidade mineira são aqui omissos, preservando-lhes suas identidades. Dizem as boas e más línguas que a candidata foi visitar uma escola no sul de Minas para ...

Read More »

O GUERREIRO ESTÁ DE VOLTA, GRAÇAS A DEUS

O GUERREIRO ESTÁ DE VOLTA, GRAÇAS A DEUS

  Amigos, de uma hora para outra, aquele homem, que e gabava ser forte, um guerreiro, que nunca adoecia, de repente, se viu deitado, completamente prostrado, sem vontade de alimentar-se e de nada fazer. O corpo doía da cabeça aos pés; uma tosse incessante vinha em intervalos curtos; o nariz entupido incomodava, hora escorrendo muito, hora seco sem me dar ...

Read More »

NA VIDA, SOMOS O QUE FAZEMOS

NA VIDA, SOMOS O QUE FAZEMOS

Como estamos num período que não chove nem molha, esse mês de janeiro está duro de se roer. No meu tempo de criança, e depois em minha adolescência, final do mês de outubro, novembro e dezembro chovia a cântaros, dia e noite. Lá uma vez ou outra aparecia o sol branco que sabíamos que sol branco durante o dia era ...

Read More »

CARTA ABERTA A MEU PAI

CARTA ABERTA A MEU PAI

Sabe papai, passados já mais de um mês, depois do grande acontecimento, isto é, do nosso “sonho-realidade” que, até hoje, o cachimbo custou a cair, volto a lhe escrever. Agora, com a alma lavada e o coração leve, totalmente leve. Você viu, papai. Com certeza, o Cecé, o Luiz, a Neguinha, o Serafim, o Antonio e a mamãe, também viram. ...

Read More »

FOTO RETOCADA PELO TEMPO

FOTO RETOCADA PELO TEMPO

Neste período que chove não molha, por todas as tardes escorre monotonia antiga; indefinível predisposição a silêncios velhos. Sons se coalham em ecos, o tempo parece dormente, o espaço é cumplice de paz transparente como luz. Mas há tempestades escondidas nelas. Os pássaros sabem disso – e se calam. Em seres vivos, alguma esquisita pletora projeta sonolência , tenebra paradoxialmente ...

Read More »

SÁBIOS E INCONTESTÁVEIS CONSELHOS

SÁBIOS E INCONTESTÁVEIS CONSELHOS

Na história da humanidade existem determinados ensinamentos e preceitos que o tempo jamais apaga. A estratificação dessa verdade é que sedimenta a construção do país, a própria nacionalidade e a constituição da família. Deste contexto, extrai-se o culto aos incontáveis exemplos históricos e as eternas, e  imaculadas regras da moral, da ética e do civismo. Realisticamente, vivemos tempos modernos, e ...

Read More »

A CAIXA DE PANDORA E AS NOSSAS URNAS ELEITORAIS

A CAIXA DE PANDORA E AS NOSSAS URNAS ELEITORAIS

Amigos lembram que alguns dias passados escrevi aqui neste espaço sobre um personagem da história da mitologia grega e as eleições de outubro próximo? Pois é, ainda, reportando sobre citada crônica, volvemos um pouco sobre o que lá escrevemos: a mitologia grega tem histórias muito interessantes. Dentre as que mais conhecemos, para o momento atual no Brasil, é aquela em ...

Read More »

UM RONDÓ SOLITÁRIO

UM RONDÓ SOLITÁRIO

Bem amigos, plagiando o Galvão Bueno da rede Globo, diz um trecho de famosa música brasileira: “… que viver o passado é torná-lo presente…”. Pois bem, me lembro de ter lido um discurso de Rui Barbosa, quando de sua posse como o novo presidente do Instituto dos Advogados do Brasil, isto, em 1914, onde expressava: “Todas as calamidades se reduzem ...

Read More »

COPA, POVO E POLÍTICA, PAIXÃO NACIONAL!

COPA, POVO E POLÍTICA, PAIXÃO NACIONAL!

Amigos, certa vez perguntaram a Luís Fernando Veríssimo: “Qual a diferença entre o Brasil e a República Checa?” Respondeu ele: “A diferença entre o Brasil e a República Checa é que a República Checa tem o governo em Praga e o Brasil tem uma praga no governo”. Sem mais palavras. Precisa dizer mais alguma coisa. Noutra oportunidade perguntaram a Mahatman ...

Read More »

A COPA DAS COPAS E DA MUDANÇA

A COPA DAS COPAS E DA MUDANÇA

Amigos, enquanto seu lobo não vem vamos separar o futebol, que teve inicio na última quinta feira, dia 12, coincidentemente, no “dia dos namorados”, cuja vitória do esquadrão canarinho pelo placar 3 x 1, ensejou uma alegria ao povo, este tão massacrado pelas ações desse malfadado governo e continuar torcendo para que nosso selecionado nacional continue firme no propósito de ...

Read More »
Scroll To Top