Home / Cotidiano / Como comprar o berço certo para o bebê

Como comprar o berço certo para o bebê

Antes de o bebê vir ao mundo é preciso deixar tudo pronto para a sua chegada. É nessa hora que surge a necessidade de escolher o berço ideal para a criança. Mas, com tantas opções no mercado, como saber qual será realmente útil e segura para o pequeno? Conversamos com o pediatra Dr. Sylvio Renan Monteiro de Barros e ele deu algumas dicas para a hora da compra.

Qual o tamanho certo do berço?

Segundo o especialista, é preciso pensar em uma medida econômica. “Se for muito pequeno, a criança logo não vai mais poder ficar no berço. Além disso, é comum o bebê virar muito de lado e de frente, o que também pede por um berço maior. É preciso ter uma largura boa e comprimento também, para que possa ser aproveitado em várias fases do crescimento sem que precise comprar outro”. Não há muita regra ou números certos, mas quanto maior o berço puder ser, poderá ser mais eficiente e duradouro.

Como escolher a grade?

Essa é uma preocupação recorrente e a questão requer mesmo atenção das mamães. É preciso que a altura da grade não fique abaixo do mamilo da criança quando ela estiver de pé. Isso garante que ela não consiga pular e sair sozinha. Além disso, se a ideia for mesmo economizar, aposte nas graves removíveis. “São ótimas porque quando a criança estiver maior, basta retirar a grade e usar o berço como uma cama”.

Créditos: Thinkstock

O berço é seguro?

Para garantir a segurança do bebê, é preciso escolher um berço firme. Ou seja, que não balance muito, que tenha um material pesado e que se sustente para aguentar o bebê durante toda a fase em que precisar dele. “Em um ano a criança fica três vezes mais pesada, o berço precisa suportar esse crescimento”, garante o médico.

Colchão de berço

Também é preciso ter muita atenção com o colchão: aposte nos mais durinhos. “Se for uma espuma muito fofa, pode ser que o bebê fique sufocado, caso alguma posição permita que o colchão envolva o corpo da criança”.
Há alguns modelos com sistema antirrefluxo, que inclina o colchão. “Mas esses são mais indicados para crianças que têm realmente uma doença de refluxo. Em casos comuns, não é preciso optar por esse tipo”.

Travesseiros

A crianção não deve dormir com travesseiro. Nem abaixo da cabeça, nem no entorno do berço. “Isso é reprovado por especialistas. É preciso evitar as proteções fofas para não prejudicar a respiração do bebê e evitar que ele sofra com sufocamento”.

Cuidados com o bebê

De acordo com o Dr. Monteiro de Barros, é uma boa opção instalar um mosquiteiro em cima do berço. É a melhor maneira de proteger a criança dos mosquitos. Outra dica é analisar bem o comportamento da criança antes de instalar um móbile no berço. “Algumas crianças ficam bem assustadas, nervosas. Enquanto isso, outras adoram”.

Até quando o bebê deve dormir no berço?

“No primeiro mês de vida, a criança praticamente não fica no berço, mas sim do lado da mãe”. Depois disso, é essencial que ela tenha um local certo para dormir (o ideal seria próximo da mãe, em um ambiente com parede seca e que não dê ácaros).É bom, ainda, ficar perto de uma janela, mas sem receber todo o vento direto no corpinho do bebê.

Bolsa de Mulher

Créditos: Thinkstock

 

About admin