Home / Colunistas / ESPERANÇA SEM AÇÃO NÃO RESOLVE

ESPERANÇA SEM AÇÃO NÃO RESOLVE

IMG_20140206_1025313-150x150Minas se diferencia dos demais estados do Brasil pela sua diversidade econômica e social. Somos uma síntese do país. Os municípios representam as células construtoras dos estados, assim como os estados formam o país. É no município que tudo acontece e é no município que moramos e construímos nossa vida. Dentro dessa realidade precisamos ter fé e esperança dentro do nosso habitat, agindo localmente com visão sistêmica e globalizada.  Se quisermos construir um melhor futuro para a humanidade temos que investir na formação das futuras gerações e tudo começa dentro de cada um de nós. No entanto, fé e esperança sem ação não constrói, assim como qualquer empreendimento.

Nós empreendedores conscientes precisamos agir rapidamente e o momento é agora. Não podemos continuar aceitando o baixo nível das gestões de nossas instituições, nos contentando com migalhas de esperanças e promessas. Não podemos continuar fingindo que está tudo bem e que a qualquer momento vai melhorar, enquanto nossas riquezas se desvalorizam, nossa economia recrudesce, o desemprego aumenta e começa a faltar pão em nossa mesa. Nosso pais é uma pátria desmemoriada e um povo sem memória, sem utilização da maior dádiva que Deus nos deu: a capacidade de refletir, discernir, valorizar o que é bom, enxergar o futuro de forma contextualizada e não voltada ao egoísmo e interesses pessoais, é um povo sem futuro. Precisamos agir neste particular e evitar o existencialismo que celebra apenas o instante que vive. Vamos buscar na história de nossa cidade os bons exemplos de itabiranos vencedores que através do trabalho justo e ético ajudaram a fazer o momento presente e repudiam os sonegadores e aventureiros. Temos muitas oportunidades para trabalhar e as adversidades podem ser transformadas, basta deixar nossa criatividade aflorar. Estamos iniciando um novo cenário político para nossa cidade e não podemos ser omissos, pois, como disse Platão 300 A/C, o destino dos bons cidadãos que se omitem e se escondem, é o de serem comandados pelos medíocres.

Nós, educadores, líderes comunitários, pais e mães de família, empresários conscientes e éticos, somos os arqueiros e nossos jovens e filhos as flechas. Vamos meditar para onde estamos lançando o futuro.

Precisamos de muita fé e esperança e nossas ações, nossa determinação, nosso compromisso com o futuro, nos farão empreendedores, construtores de um novo cenário político e social para a querida Itabira.

Márcio labruna

Por Itafatos

Scroll To Top