sexta-feira , 22 setembro 2017
17 de maio de 2013

Fla e Flu são os únicos procurados pelo otimista ‘Consórcio Maracanã’

Presidente da Odebrecht revela que novos gestores do estádio negociam somente com a dupla. Grupo tem três meses para fechar acordo

Com o prazo de três meses para fechar um acordo com dois clubes do Rio de Janeiro, o pool de empresas que venceu o processo de licitação do Maracanã tem pressa. As negociações existem, e os alvos já estão definidos: Flamengo e Fluminense.

Sem estádios com capacidade de receber grandes jogos, a dupla vem negociando diretamente com o “Consórcio Maracanã”. As tratativas, por enquanto, estão em andamento e, apesar do prazo pelo acordo, ainda não têm data para chegarem ao fim. Benedicto Junior, presidente da Odebrecht (empresa que possui 90% do consórcio), confirma que o grupo negocia apenas com Flamengo e Fluminense e acredita em um desfecho positivo em breve.

– Flamengo e Fluminense são os clubes que estão na mesa, até porque são os clubes que não têm estádio. Vai acontecer. É negocial. Pode ser um pouco mais pra cá, um pouco mais para lá, mas estou muito otimista. O negócio é bom para todo mundo – disse Benedicto.

O desfecho, agora, depende de um acordo financeiro.

– As negociações estão andando. Ainda é um pouco cedo. Estamos bastante otimistas. A nossa percepção é que os clubes e as empresas que vão administrar o estádio têm a visão de que o entendimento para viabilizar a participação deles de forma justa e motivadora tem que ser compatível com a estrutura financeira que temos. Estou otimista. Tanto o Flamengo quanto o Fluminense, têm uma visão de que vão jogar no melhor estádio do Brasil. O Maracanã hoje é um “state of the art” (expressão em inglês que significa algo muito moderno, tecnologia de ponta). Ele já deixou Wembley, que era considerado até então o melhor estádio do mundo, para trás.

O Flamengo afirma que o assunto está sendo discutido, mas não descarta ficar fora do acordo. O Fluminense, por sua vez, não se pronuncia sobre o assunto.

De acordo com o edital de licitação do Complexo do Maracanã, o consórcio vencedor tem 90 dias para fechar com dois dos “principais times do Rio de Janeiro” (Botafogo, Flamengo, Fluminense ou Vasco). O documento também aconselha que o estádio tenha pelo menos 40 grandes jogos (com mais de 40 mil torcedores) por ano.

Os clubes que chegarem a um acordo com o consórcio poderão ter vestiários customizados e algumas preferências. No entanto, não terão exclusividade do estádio.

Vencedor do processo de licitação, o “Consórcio Maracanã S.A” é formado por Odebrecht Participações e Investimentos, IMX Venues (de propriedade de Eike Batista) e AEG (de origem americana. O anúncio do ganhador foi feito na última quinta-feira, em sessão no Palácio Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro. No dia seguinte, no entanto, apontando “ilegalidades”, a juíza Gisela Faria, da 9ª vara de Fazenda Pública do Rio, concedeu uma liminar que suspendia a licitação. Com o governo conseguiu cassá-la na última segunda.

O “Consórcio Maracanã” só assume o estádio após a Copa das Confederações, que será realizada entre os dias 15 e 30 de junho.

Fonte: Globoesporte.com

Foto: André Durão