sábado , 19 agosto 2017
6 de abril de 2013

Homem atira em direção a policial e acaba baleado no peito

ITABIRA (MG) – O suspeito Luiz Carlos Viana foi baleado e preso por policiais militares, depois de ameaçar pessoas durante todo o dia, atirar contra policiais e resistir à prisão.

As ameaças de Luiz Viana começaram na manhã desta sexta-feira dia 05 de abril, quando o suspeito esteve no pátio da Itaurb na Rua Turmalina, no bairro Areão e disse a um funcionário, que estava procurando um desafeto seu.

Luiz Viana mostrou o revólver ao funcionário da Itaurb e disse que era para avisar a seu desafeto que ele iria matá-lo.
Policiais militares registraram o boletim de ocorrência e fizeram rastreamento pela região, mas o suspeito não foi localizado naquele momento.

Por volta das 19h, a central da Polícia recebeu uma denuncia anônima, informando que Luiz Viana teria mostrado a arma para o dono de um bar na Rua Rio Doce, bairro Areão e disse que iria matar alguém.

O sargento Paulo e soldado Wilson foram até o local, mas não identificaram o suspeito, enquanto os militares viraram a viatura e estacionaram, o suspeito fugiu entrando na praça do Areão, onde recebeu ordem de parar e ficar em posição de busca.

Luiz Viana desobedeceu, sacou o revólver calibre 32 e atirou em direção aos policiais, os PMs deram nova ordem para que o suspeito jogasse a arma no chão, mas este desobedeceu novamente e quando o sargento Paulo se aproximou, Luiz Viana levou a mão na cintura novamente para pegar a arma, então o sargento atirou no braço do rapaz, atingindo o peito.

O projétil transfixou o peito do suspeito, mas não atingiu nenhum órgão vital. Luiz Viana foi levado ao pronto-socorro por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Os paramédicos tiveram dificuldades para realizar os primeiros atendimentos no rapaz, sendo necessário, dois policiais seguirem até o pronto-socorro dentro da ambulância. O sargento Paulo machucou o dedo quando estava dominando o suspeito, que mesmo baleado resistiu à prisão e ficou muito agressivo.

Durante todo o tempo, Luiz Viana ameaçou de morte os policiais fardados e dois a paisana que estavam no local. A arma do suspeito estava municiada com quatro cartuchos sendo que um estava deflagrado.

Uma testemunha chegou a dizer que viu o suspeito na Caminhada da Paz, que ocorreu na manhã desta sexta-feira no centro de Itabira.

FONTE: Via Comercial