Home / Destaque / Ibovespa aponta para abertura em alta com investidores de olho no Fed

Ibovespa aponta para abertura em alta com investidores de olho no Fed

Os investidores locais deverão dar uma pausa hoje em seu foco quase exclusivo à crise política interna para acompanhar o fim da reunião do FOMC do Federal Reserve e a coletiva da presidente do banco, Janet Yellen, em busca de indicações de quando deverão ocorrer novas altas de juros e a redução do balanço.

O Ibovespa Futuro opera em alta de 0,3% aos 62.950 pontos, dando sequência à valorização vista ontem no Ibovespa que subiu 0,2% para 61.828 pontos.

Às 15h, o Fed irá revelar a nova taxa-alvo de juros dos EUA, que deverá ser elevada para o intervalo 1%-1,25%, em um ajuste já antecipado e precificado pelo mercado. Segundo o Monitor da Taxa de Juros do Fed do Investing.com, 91,8% dos investidores acreditam nesse movimento.

A dúvida fica sobre os próximos passos do banco. Enquanto os diretores reafirmaram diversas vezes no primeiro semestre a visão de elevar novamente os juros ainda neste ano, o mercado ainda não está convencido. 58% dos investidores ainda acreditam as taxas não deverão superar o patamar previsto para hoje, enquanto 34% preveem uma alta e 8% mais de uma.

Além do comunicado do FOMC, a coletiva de Janet Yellen após a reunião deverá ser acompanhada com atenção. A presidente do Fed poderá dar sua visão sobre uma nova alta de juros e a redução do balanço do banco de US$ 4,5 trilhões.

Internamente, o depoimento de Eduardo Cunha à Polícia Federal em inquérito contra Michel Temer poderá atrair alguma atenção se o ex-deputado resolver constranger o presidente. Ontem, o Radar Online trouxe de que a família de Cunha teria avisado a políticos de que ele estava no limite de sua resistência na prisão.

O governo segue se movimentando para angariar apoio para barrar na Câmara a provável denúncia de Temer ao STF pela Procuradoria-Geral da República, que deverá ocorrer na próxima semana. Os parlamentares fiéis ao presidente buscam um relator para o caso, com o objetivo de impedir a investigação.

O presidente faz ainda um aceno junto aos estados acenando a renegociação de dívidas da ordem de R$ 50 bilhões com o BNDES, para garantir apoio à manutenção de Temer no cargo e às reformas, segundo a Reuters.

Commodities

O petróleo opera com perdas de 0,5% e vai aos US$ 46,20/barril nos EUA e US$48,55 no Brent, em Londres, com relatório da Agência Internacional de Energia vendo uma oferta maior nos EUA e uma produção mais forte da Opep, confirmando dados já publicados pelo cartel na segunda-feira. Hoje, às 11h30 serão divulgados os estoques de petróleo nos EUA.

O minério de ferro avançou 1,1% nos contratos de setembro negociados na bolsa de Dalian para 432 iuanes a tonelada, enquanto a cotação para entrega spot em Qingdao ganhou 2% e terminou a US$ 54,53 a tonelada.

Mundo corporativo

A Cemig (SA:CMIG4) deverá pedir a bancos a liberação de venda de ações da Light (SA:LIGT3), segundo o Broadcast.

A BRF (SA:BRFS3) é considerada Top Pick e defensiva em um mercado mais volátil pelo Bradesco BBI. A Europa pressiona o governo brasileiro em carta ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi, a melhorar o controle de qualidade na pecuária e ameaça suspender as importações de carne bovina, suína e de aves, segundo a Folha de S.Paulo. A União Europeia é o segundo maior destino das exportações do setor.

Fibria (SA:FIBR3) foi elevada para overweight, de neutra, e a Klabin (SA:KLBN11) foi rebaixada para neutra, de overweight, pelo JP Morgan.

A Petrobras (SA:PETR4) criou ontem uma diretoria adjunta de governança e conformidade.

 

Investing.com

Scroll To Top