sábado , 19 agosto 2017
27 de abril de 2013

Maracanã: convidados da abertura, operários trabalham até no dia do jogo

Expediente na obra do entorno deverá acabar apenas às 15h, quatro horas antes do jogo com Ronaldo e Bebeto. Muito entulho ainda cerca o estádio

Os operários do Maracanã não tiveram descanso neste sábado, dia da reabertura do estádio. Convidados especiais para a partida entre amigos de Ronaldo e Bebeto, que começa às 19h (de Brasília), os funcionários trabalham desde cedo nas obras do entorno do palco das finais da Copa das Confederações e da Copa do Mundo e o expediente deverá acabar apenas às 15h.

A expectativa é que 27.500 pessoas compareçam ao evento-teste, que terá ainda shows de Naldo, Martinho da Vila, Neguinho da Beija-Flor e Preta Gil, além da interpretação do Hino Nacional por Sandra de Sá, Fernanda Abreu, Ivan Lins e Eduardo Dusek antes de a bola rolar. Segundo o governo do estado do Rio de Janeiro, pelo menos 80% da obra do entorno estaria pronta neste sábado.

Além dos operários, que poderão levar familiares (os ingressos foram distribuídos de acordo com o número de dependentes na ficha de contratação), estarão presentes cerca de mil jornalistas e convidados do governador Sergio Cabral, como a presidente Dilma Rousseff.

A entrada do público será pelo lado da estátua do Bellini, que é a área externa com melhor acabamento até o momento. Na manhã deste sábado, poucos operários davam retoques no local, que ganhou 13 palmeiras ao redor do monumento em homenagem aos jogadores campeões do mundo em 1958 e 1962.

Porém, os outros setores do entorno ainda estão com muita obra e entulho. Principalmente na entrada oposta, pelo lado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Mas não haverá acesso de torcedores por este setor. A reforma da parte de fora do Complexo do Maracanã só deverá estar 100% pronta às vésperas da Copa do Mundo de 2014.

dsc08308Durante o evento, alguns funcionários de manutenção ainda estarão trabalhando, de olho em eventuais falhas de estrutura (como banheiros). As lanchonetes do estádio não funcionarão, mas o consórcio responsável pela obra distribuirá lanche para os operários.

A imprensa terá acesso restrito ao Maracanã na tarde deste sábado. Os profissionais credenciados só poderão entrar com veículos do governo que sairão de um ponto de encontro no Sambódromo, na Marquês de Sapucaí, a partir das 16h. Não será permitida a entrada de jornalistas pelos portões do estádio, sozinhos.

Nos últimos dias, alguns operários têm vendido os ingressos ao redor do Maracanã, com preços entre R$ 50 e R$ 100. Porém, as entradas têm o nome dos beneficiados gravados e deverá haver fiscalização no portão para evitar a fraude.

A princípio, o primeiro jogo com venda de ingressos para o público em geral será no dia 2 de junho, com o amistoso entre Brasil e Inglaterra. Mas a federação do Rio (Ferj) e clubes tentam a liberação para partidas da Copa do Brasil ou Libertadores em maio.dsc08282 (1)

FONTE: Globoesporte.com

FOTO: Thiago Dias