sexta-feira , 22 setembro 2017
19 de março de 2013

Ney nega resposta a Lúcio e explica saída: ‘Puramente técnica’

Treinador diz que saída do pentacampeão do time não está relacionada com a irritação dele ao ser substituído contra o Arsenal, semana passada

A insatisfação de Lúcio ao ser substituído contra o Arsenal, na Argentina, ficou no passado. Pelo menos é assim que o técnico Ney Franco tenta encarar o problema com o pentacampeão, um dos principais reforços do Tricolor para 2013. Após o treino desta terça-feira, no CT da Barra Funda, o técnico garantiu que a saída do zagueiro da equipe não tem qualquer relação com o episódio de Sarandí.

– É (uma decisão) puramente técnica, muito em função do desempenho do Toloi e do Edson Silva. Além de defender, que é a função deles, foram corados com os gols. Ofensivamente, vamos precisar das boladas paradas porque é um campo estreito – afirmou, referindo-se ao estádio Primeiro de Maio, palco do jogo contra o São Bernardo, nesta quarta-feira.

Lúcio também tratou de acabar com a confusão. Antes da atividade, o site oficial do São Paulo publicou uma nota em que o zagueiro se desculpava com o treinador. Eles, aliás, conversaram no fim de semana para amenizar o clima ruim após a derrota por 2 a 1 que complicou a vida do Tricolor no Grupo 3 da Taça Libertadores.

– Conversei com o elenco todo e, com alguns, tive uma conversa individual. Nesse caso, o Lúcio me preocupou e conversamos nesse sentido. Está tudo sanado. Ele não foi relacionado (contra o Oeste) porque estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo e agora fica como opção – revelou o treinador.

Sem Lúcio, o treinador aproveitou para exaltar a nova dupla de zagueiros. Edson Silva quase não vinha sendo utilizado na temporada, mas ganhou espaço depois que Rhodolfo sofreu uma torção no tornozelo direito e ainda não foi liberado pelos médicos.

– Foi a dupla que optei também contra o Arsenal na hora de tirar um zagueiro. Eles fizeram uma partida segura no fim de semana. Então, pelos meus critérios, achei interessante mantê-los – concluiu.

Por Carlos Augusto Ferrari – São Paulo

Ney Franco, em entrevista coletiva no São Paulo
(Foto: Carlos Augusto Ferrari)

Globo Esporte.com