Home / Cotidiano / Uso de smartphones e tablets por crianças pequenas está relacionado a atraso na fala
Uso de smartphones e tablets por crianças pequenas está relacionado a atraso na fala

Uso de smartphones e tablets por crianças pequenas está relacionado a atraso na fala

Pesquisa mostra que 30 minutos de uso diário aumenta em 50% risco de oralidade tardia

Um estudo da Universidade de Toronto revelou que o uso de tablets e smartphones por crianças pequenas pode influenciar negativamente no desenvolvimento de sua fala. De acordo com a pesquisa, a cada 30 minutos gastos com os aparelhos eletrônicos, o risco de desenvolver a oralidade tardiamente aumenta cerca de 50%. Os dados completos serão apresentados no sábado durante o Encontro de Sociedades Acadêmicas Pediátricas, nos Estados Unidos.

O trabalho analisou 894 crianças com idade entre seis meses e 2 anos, entre 2011 e 2015. Um exame feito aos 18 meses dos bebês revelou que 20% delas passavam 28 minutos por dia usando tablets ou smartphones.

Após fazer uma triagem, os pesquisadores chegaram à conclusão de que quanto mais tempo era destinado ao uso de dispositivos, maior a probabilidade de que a criança apresentasse atraso para desenvolver a fala.

“Embora novas diretrizes pediátricas sugiram a limitação do tempo de uso dessas telas para bebês e crianças, acreditamos que a utilização de smartphones e tablets por crianças pequenas se tornou bastante comum”, afirmou Catherine Birken, principal pesquisadora do estudo.

De acordo com o estudo, não foi identificado atraso em outros tipos de expressões como gestos, ou interações sociais. A pesquisa não apontou causas diretas do atraso. Segundo os cientistas, ainda é necessário realizar mais análises sobre o tema.

Fonte: O Globo

Scroll To Top