Home / Itabira / JPMDB lança Projeto Inovador em Itabira: “E aí Sr. Vereador?”

JPMDB lança Projeto Inovador em Itabira: “E aí Sr. Vereador?”

               Jovens da Formação Política para a Juventude - auditaram o sorteio da ordem de entrevistas dos vereadores A Juventude do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (JPMDB) de Itabira lançou na última segunda (11) no 3º Fórum da Juventude que ocorreu na Câmara Municipal, o projeto pra 2014 “E aí Sr. Vereador, qual é a sua proposta para melhorar a vida dos jovens itabiranos?”.

                A ideia da sigla jovem é ouvir os 17 legisladores de Itabira (um a cada semana); para saber quais são os seus planos, ações e direcionamentos (práticos) nos mais diversos aspectos que abrangem o desenvolvimento e a qualidade de vida dos jovens nos padrões do contemporâneo na cidade.

                Segundo dados oficiais do Conselho Municipal da Juventude de Itabira, hoje existem cerca de 25 mil jovens na cidade entre idade de 15 a 29 anos – quase ¼ (um quarto) da população itabirana.

               Ordem sorteada para entrevistas Aos Vereadores que já desenvolvam trabalhos/projetos junto aos jovens, o objetivo da JPMDB é de conhecer e verificar as possibilidades de ampliar tais ações. Bem como, os projetos de lei que os representantes tenham, (mesmo que pela necessidade podem vir a gerar custos ao município, inviabilizando de pronto sua apreciação direta na casa legislativa) mas, uma vez que de interesse coletivo ao benefício dessa parcela da sociedade, apresenta-los ao Prefeito para que eventualmente possam ser enviados à Câmara pelo Executivo, para aí sim, serem debatidos e votados.

               Câmara de Itabira - 11.11.13 A população pode acompanhar as entrevistas dos vereadores, como o andamento geral do projeto pelos meios de imprensa e todos os detalhes no perfil Oficial da sigla jovem no Facebook, que é ‘Jpmdb Itabira’.

                O sorteio da ordem das entrevistas dos legisladores que começam ainda esse ano foi realizado na última terça (12) na CDL de Itabira, auditado pelos alunos do curso Formação Política para a Juventude.

 

Informação Importante…

A Juventude do PMDB sugeriu à Administração Pública Executiva de 2013, a adesão do município ao programa “Estação Juventude” da Secretaria Nacional de Juventude – que compreende repasse de verbas ao município para execução dos projetos desde que, a cidade atenda os requisitos do edital – projetos esses que são de grande importância para emancipação e a trajetória dos jovens atuando como ferramenta de integração e apoio social a faixa etária de 15 a 29 anos sendo um processo contínuo.

                A Secretaria de Ação Social, por meio de sua Secretária, Valquíria Pascoal, respondeu aos jovens peemedebistas: “Avaliamos, que a adesão neste momento do Programa Estação Juventude, pela Secretaria Municipal de Ação Social, não alcançaria a eficácia e eficiência que gostaríamos de ofertar a execução dos projetos propostos; uma vez que, não disponibilizamos no momento de equipe mínima completa nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), local sugerido pelo edital do programa para execução. O Município através da SMAS (Secretaria Municipal de Ação Social) tem apoiado e participado constantemente de todas as ações desenvolvidas e planejadas pelo Conselho Municipal da Juventude. Esperamos em breve, sanar nossa deficiência em nosso quadro de colaboradores para adesão futura ao programa Estação Juventude”.

                A Prefeitura de Itabira tem projeto em andamento para acrescentar a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, o departamento de Juventude; assim, a mesma passaria a denominar-se Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Juventude. Aumentando a capacidade de assistência a faixa etária.

 

O objetivo principal do programa Estação Juventude é instaurar espaços públicos de atendimento à juventude visando:

Ampliar o acesso de jovens de 15 a 29 anos – sobretudo aqueles que vivem em áreas de vulnerabilidades – a políticas, programas e ações que assegurem seus direitos de cidadania e ampliem a sua capacidade de inclusão e participação social;

Oferecer tecnologia social para o desenvolvimento de Políticas Públicas para Juventude – PPJs permanentes e locais para e com a juventude, por meio de ações que instauram conexões sociais e geram novos serviços.

Criar redes para emancipação da juventude, em especial para os jovens de territórios com dificuldades de garantia de acesso aos direitos. 

 

Scroll To Top