Home / Itabira / Presidente da Câmara de Santa Maria apela com jornalistas por causa de Facebook

Presidente da Câmara de Santa Maria apela com jornalistas por causa de Facebook

Lucas Henrique e Vicente Humberto

Intimidação, coação, agressão verbal e calúnias contra repórter marcam fim de noite na Câmara de Santa Maria de Itabira.

O Repórter Fotográfico e diretor Responsável do Jornal Imprensa Jovem, Lucas Henrique de Morais, foi praticamente colocado para fora da Câmara Municipal de Santa Maria de Itabira na noite de segunda-feira, dia 25 de novembro, pelo presidente da casa, vereador Vicente Humberto dos Santos (PT) e o secretário Danilo do Gás (PPS). Completamente exaltado, o presidente da câmara mostrou-se despreparado para relacionar-se com a imprensa. O estopim da confusão foi uma postagem do repórter no Santamariense Ausente, um grupo aberto no Facebook. Lucas escreveu: “Tiro no Pé? ou Imaturidade da Câmara de Santa Maria de Itabira… Uma bomba vai explodir, aguardem…”1

Lucas e o jornalista Ailton Moraes estavam em Santa Maria para fazer a cobertura da reunião ordinária da câmara, o que é de praxe de toda a imprensa da região, porém quando chegaram ao plenário a reunião já estava em andamento e não deu para acompanhar a leitura e votação de todos os projetos da pauta do dia. Ao encerrar a reunião Ailton Moraes foi a recepção do legislativo e solicitou da servidora do setor uma cópia da pauta do dia (texto contendo os projetos a serem votados). A funcionária prontamente o atendeu e disse que buscaria junto ao setor Jurídico. Minutos depois ela voltou acompanhada de Vicente Humberto e disse que o presidente iria atendê-lo. Já no balcão o vereador Vicente disse ao jornalista que não forneceria a pauta: “Se o senhor desejar a pauta, faça-nos um oficio que encaminharemos,” disse ele.  Ailton Moraes tentou explicar que precisava de mais informações sobre a ordem do dia para elaborar sua matéria, e que em outras câmaras da região os presidentes encaminham a pauta para imprensa com 24 horas de antecedência, para divulgar e convidar a comunidade.

3Vicente disse que alguns veículos recebem a pauta e se o jornalista enviasse o ofício receberia também. “Nesse momento peguei meu bloco para anotar o nome do endereçado do ofício, pois temos interesse de receber as pautas,” disse Ailton.

Após Vicente informar ao jornalista a forma de proceder, ele começou a tecer críticas a imprensa e aos jornalistas que frequentam a Câmara: “ Temos que por ordem pra moralizar, tem uns jornalistas de merda, uns cara que nem é jornalista que vem aqui ficam atrapalhando nossos trabalhos e importunando o legislativo. Tem que ter respeito! Tem que respeitar o Legislativo”, disse o presidente em tom de exaltação.

Ailton Moraes se preparava para deixar o a recepção da Câmara quando Vicente novamente disparou: “Vamos por esses caras no devido lugar deles, vamos mostrar eles que tem que nos respeitar. Não tem credencial nenhuma e fica postando coisas sobre agente na internet fazendo inferno. Esses cara tem que respeitar os vereadores, tem que respeitar o Legislativo”, gritou o presidente Vicente indo em direção a porta de entrada da Câmara onde Lucas Henrique se encontrava do lado de fora.9

Lucas não resistiu a provocação e começou a rir, causando mais ira no legislador santamariense. Nesse momento Vicente chegou a ficar cara a cara com o repórter e disse que se continuasse postando inverdades sobre a câmara teria problemas. “Vou acabar com essa farra”, disse Vicente.

Nessa hora juntou o Vereador Danilo do Gás (PPS) e Fafá de Isaías (PTB) para fazerem coro com o presidente. Danilo chegou  a mão na cara do repórter e com um gesto de intimidação, ficou cara a cara com ele quase chegando as vias de fato.

Lucas tirou o boné, colocou as mãos para trás e gritava: “Vocês vão me bater? Vão bater? Sei dos meus direitos, eu conheço a constituição. Tô aqui no exercício da minha profissão!” Danilo o mandava calar boca e exigindo respeito, quase encostando sua barriga na do repórter de tão perto que estava ao gritar com ele.

Lucas-Henrique-e-Vicente-PM

Lucas falou: “Estou desrespeitando? Desrespeitando quem? Então me desculpem. Mas quem começou me afrontando e falando de mim foi o presidente, se referindo que postei no Facebook!” Nessa hora Vicente o chamou de vários adjetivos pejorativos, com desdém e saiu em direção ao balcão da câmara dizendo que ia chamar a polícia. Ailton Moraes, que estava calado, disse que seria bom mesmo uma guarnição no local e que não era necessário aquela situação toda causada por causa de um pedido de pauta.

Vicente tirando foto de outro repórter que cobria o evento

Quando a Polícia Militar chegou ao local, Vicente, Danilo e Lucas foram encaminhados ao posto policial para ser lavrado o Boletim de Ocorrência. Ailton Moraes foi como testemunha de Lucas. No posto policial os vereadores Vicente e Danilo mudaram as versões dos fatos, alegando que tudo acontecera durante a sessão plenária da câmara. Também alegaram que toda a confusão fora orquestrada por Ailton Moraes e que ele os insultou, deixando o mesmo de ser testemunha e figurando como autor. Ailton Moraes disse que o ônus da prova cabe ao acusador e que falso depoimento também é crime. Ele vai aguardar o processo ser conduzido ao judiciário para ver como vão continuar com a mentira. Também disse que toda a confusão foi filmada por um cidadão que estava sob as ordens do vereador Vicente Humberto. “Em juízo vamos pedir cópia de tudo e desmascarar as mentiras,” disse o jornalista.

O fato no Posto Policial iniciou por volta das 20horas e 30 minutos e rendeu até às 2 horas da madrugada, quando assinaram o Termo Circunstanciado de Ocorrência.

Fonte: Imprensa Jovem

Scroll To Top